6 de março de 2010


Decepciona-me os dias...

Sim, os dias...

Com tudo o que está implícito e adjacente...

Estou tão cansada de viver num mundo que não me pertence, de me sentir estranha e berrante aos olhos dos outros!

E chega a doer o que tenho que camuflar, o mais profundamente possível, para que não vejam, não notem, não sintam, nem sonhem.... como sou realmente diferente! Senão, então nem sei...

Sinto-me castrada...

Sou continuamente julgada, avaliada, apontada, criticada!

E dói tanto!

Tudo, por não conseguir ser mais comum, mais igual a mundo e meio!

Não sou um alien, por ser boazinha!!!

Eu não sou boazinha!!!

Não gosto de mexericos, de diz que disse, odeio mentiras, não suporto ver ninguém triste, e não convivo com ambientes intranquilos!

Sim é verdade!

Dou sempre o direito á palavra primeiro, não gosto de dúvidas, nem assuntos mal resolvidos, tento compreender nos outros os defeitos que me desagradam, digerindo-os e não os deixando interferir na minha relação com elas, se valer a pena!Se for alguém com quem nem me identifique, limito-me apenas e sempre a dar um sorriso, e não dar importância!

Não sou cínica neste sorriso, sorrir a alguém é dizer bom dia, ou boa tarde, do meu jeito!Não tenho ninguém que me rodeie, a quem não dê um sorriso!Não guardo rancor, a ninguém, e já tenho 33 anos!

Mágoa, sim, infelizmente!

Talvez tenha entrado na minha vida, e talvez por este meu feitio de "parva",pessoas que infelizmente me magoaram.Mas que não me tiram o sono, não lhes tenho qualquer sentimento, quando passam por mim na rua, e acreditem que mesmo a estas eu consigo sorrir e dizer bom dia!

E não estou a ser falsa! Continua a ser o meu jeito!

Já me aconteceu, ir tomar café, e estar triste e distraída, e nem dar bom dia ao Sr do café, fui ás compras e quando voltei, voltei a entrar no café, e a pedir outro café, só para dizer: Bom dia Sr Abel, á pouco nem lhe dei atenção... desculpe que estava na lua!!!

E foi um alivio para mim!

Eu detesto ir com uma amiga ás compras e ver como entram e saem... e não cumprimentam os funcionários!

Eu entro e tenho que cruzar o meu olhar com a pessoa da loja, para dizer bom dia ou boa tarde, e não saio sem dizer obrigado!

Muitas vezes, nem oiço resposta, mas eu não quero saber!

Se uma prostituta, um mendigo, um talhante, um taxista, um trolha, ou um arquitecto falarem para mim, eu falo igual para qualquer um, preocupo-me em não ferir a susceptibilidade de qualquer um deles, e só não ajudo senão poder!!!

Eu vou ao centro de saúde e oiço a velhinha contar as dores todas e até me mostram os medicamentos que tomam, e não me levanto e não digo mal, porque possivelmente antes disso já ela se meteu com a minha filha, já lhe teceu um elogio, ou até lhe fez um carinho, que me adoçou a mim, e ouvi-la não me aborrece, aborrecida deve estar a senhora que está sozinha e sem ninguém!

Sou parva, porque meio mundo já se levantou e trocou de lugar, para não ouvir a senhora?Pois que seja!! Mas fui uma parva, que a mim não custou nada, e a alguém se calhar fez bem!

Se alguém me responde torto, eu não entro logo a matar, não!

Posso até ficar magoada, mas prefiro perguntar: porque me respondes assim? Fiz-te mal?

Isso faz de mim, boazinha? de Madre Teresa, de Santa, ou de parva?

Eu não sinto isso, eu sou assim!!

Digo a mim mesma, Lita, muda!

Lita tens que mudar, vais sair sempre prejudicada e magoada, porque realmente ás vezes abusam de ti!

Mas eu não sei conviver, com ninguém de outra forma!!

Mas magoa cada vez mais, até os amigos me apontarem o dedo, como a ZEN, a boazinha, brincarem que me vão oferecer um hábito azul bebé, para ficar mais parecida com a Madre Teresa!

Hoje doeu!

Hoje estou magoada!

Chego a sentir, que me estão a dizer que sou a boazinha e não estou a ser sincera, que quero é ficar bem, ou não me meter!

Quando não sou nada, mas nada, mas nada assim!

Eu vou á luta com determinação, para defender-me de uma injustiça!

Eu enfrento o mundo inteiro por, Amor...

Eu faço das tripas coração, pela minha Filha!

Mas para além disto, não entro em guerras na minha vida, porque não faz sentido!

E não preciso ser bruta, nem malcriada, nem limitada, nem arrogante para mostrar seja o que for! A ninguém!!!

Oh Pai !!!! Será que ao menos tu me entendes???

Estou tão magoada hoje!

Sinto-me tão pequenina!!!

Misturo tudo isto com este gosto a solidão, com o gosto de dar tudo de mim, sem receber nada em troca!

E entristeço-me cada vez mais...

Pergunto-me onde está o meu porto de abrigo, hoje que me dói?

Como posso tantas vezes dar a cara em defesa, e hoje que me desmorono, por ser boa demais... acabo o dia ... invariavelmente....sozinha!
E custa...

Hoje tudo moí tanto....moí tanto... a tortura dos dias onde amo desalmadamente...
E só me leva a sentir-me cada vez mais pequenina...

Queria expelir de mim, a frase que me entristece tanto hoje: Parva!! Muito, mas muito parva!

Queria limpar este gosto a falhanço da minha boca...

Queria simplesmente suspirar, deitar a cabeça no colo e sentir que não faz mal ser assim...
Mas não o posso fazer!!! E até isto pode crer dizer...que se calhar...faz!

9 comentários:

Moonlight disse...

Minha linda amiga,

Não te martrizes tanto,não te sintas pequenina em tamanha boa pessoa que és.
Não interiorizes o que os outros dizem....são falsos,invejosos,mau caracter.
Não merecem as tuas lagrimas!
Ningu~^em é parvo por ser boa pessoa,ter um intimo fantastico,ter uma educação que deveria de existir em todos e não só em alguns.
Somos tão parecidas....mas aqui a tua amiga é mesmo um ser da lua!!!!
Mas um pouquinho diferente a vida a mim ensinou-me a defender....a explodir....a contra bater contra os contratempos....a ser altiva quando me sinto pequena e frágil....a não demonstrar totalmente a minha fragilidade.
Mas só assim boa pessoa,de bom intimo,amiga do meu amigo,como tu!
Mas não te tirem do sério....aí.....eu viro uma Leoa!!!:)))
Minha querida....não te sintas assim pensa em coisas boas,na tua filhota,nas coisas lindas que elas nos dizem...isso dá-me tanta força e alegria.
Sentimos que somos o mundo de alguêm,alguêm que é tão imortante para nós!
Abre a janela....sentes a brisa a acariciar o teu rosto? È minha mão que passa por ele,enxugando as tuas lágrimas.
Estou aqui minha amiga se precisares de mim....tenho msg,email tás á vontade.
Gosto de ti,como sabes.

Bjinhos ás duas cheio de luares e estrelinhas para iluminar a vossa noite.

Sonhadoremfulltime disse...

Querida Lita,
Permite-me a ousadia do tratamento, mas sabes que li o teu desabafo com uma lágrima teimosa que me queria escorrer dos olhos.
Porquê?
Afinal eu não sou o único “marciano” ao cimo da terra. Pelos vistos existem mais.
Se te faz um pouco mais feliz, digo-te com toda a franqueza, porque sou uma pessoa ainda com valores, que muito do que aí descreves, me aconteceu e acontece. E quantas vezes digo igualmente para mim próprio, João tens de mudar, tentar ser igual aos outros, mas infelizmente quem nasce torto tarde ou nunca se endireita.
Confesso que sei o que sentes… se sei!

Um beijo

Secreta disse...

Acho que... o mais importante de tudo ésentirmo-nos bem com nós mesmas. E é isso que devemos sempre procurar.
Beijito.

Secreta disse...

Por vezes a vida decepciona-nos as pessoas decepcionam-nos...
Há dias em que respirar, doi!
Beijito.

Jack disse...

Bem... Se ser boa te trás assim tanta tristeza!!!
imagino a amargura que escreverias se fosses má!


"Aquilo que é o melhor para nós nem sempre é o mais fácil. Mas, em última análise, é o que realmente compensa."
José Couto Nogueira

Moonlight disse...

Minha amiga Lita,

Saudades de ti de saber se estás bem mais tua filhota.
Sei que por vezes o tempo é curto,outras vezes nos faz melhor afastarmo-nos um pouco daqui,mas eu depois penso sempre nas pessoas que eu gosto e me estimam mesmo eu não conhecendo-as...e volto.
Aqui estou para te enviar um abrço forte e um bjinho do tamanho de Lua e desejando que voces se encontrem bem e em paz.
Que Deus vos acompanhe!

Bjinhos cheios de luar

Secreta disse...

Passei para deixar um beijito.

Santo&Pecador disse...

Graças á Moonlight, vim aqui parar e ao deparar-me com este teu sentir gritado…só me ocorre dizer-te uma coisa. Tu não és parva, és humana, algo cada vez mais raro neste nosso mundo.
Tu não tens que mudar, as pessoas que te rodeiam é que tem de gostar de ti como és, e respeitar-te tal e qual como és… só assim poderão amar-te e ser amados por ti, não existe outra forma.
Não te esqueças no meio de tudo o que te rodeia, o mais importante és tu..pois se tu estiveres bem, quem te acompanha também estará e vice-versa.


Beijo!

Vieira Calado disse...

Minha 1ª visita, creio.

Achei que o blog é interessante!

Saudações poéticas