16 de julho de 2009



Queria por o meu mais belo vestido, feito de espuma do mar, com brilho de lua e cor de alfazema.
Queria prender os cabelos com a cauda de uma estrela, e perfumar-me com o aroma da terra molhada.
Sair pelas ruas em passo acertivo, sem nunca parar de me sentir flutuar.
Queria estalar os dedos, e ficar sozinha , entoando canções e rodopiando em mim, sentindo-me leve, solta, livre e.... em paz.
Queria me livrar destes medos e culpas, mas de vez e sem volta, olhar o horizonte e seguir a luz, que me espreita e me chama , e me alimenta a vontade de a querer seguir...
Quero ser menina, e não mais pensar como mulher, a vida amargou os meus dias, mas no sonho ainda sei fantasiar...

2 comentários:

A Palavra Mágica disse...

Lita,

Se o seu desejo é só esse, então querer é poder.

A luz que te espreita e te chama ainda te espera.

Beijos!
Alcides

Nobita disse...

...nunca deixes de sonhar miúda :) beijinho repinikado*