4 de julho de 2008

Fim de semana


Fim de semana, o abismo abriu-se a meus pés, procuro no fundo... um brilho uma luz... sinto-me sem força para saber o que me espera, não suporto a ideia de ficar mais uma vez sozinha, de sentir o silêncio tomar conta de mim, de passar horas a ouvir o meu pensamento, de pedir ao sono que me embale para que as horas passem, de forma doce sem as sentir. Sinto uma tristeza inexplicável, um frio na barriga á medida que se aproxima a hora de fechar a porta á noite, porque lá dentro não há nada de novo, nada que deseje, nada que preencha, e muito menos nada que me faça sorrir!

1 comentários:

Madalena disse...

Procuramos aquilo que achamos necessario a nossa vida naquilo que esperamos dos outros. Mas na verdade, tudo está em nos. Os sorrisos, as lágrimas, os medos e as esperanças, a vida e o sonho... Sai para a rua, olha o sol e as estrelas, inunda essa tua alma de todos os sentidos e nunca te julgas só... Um beijo e um sorriso